PRÊMIO NOBEL DE QUÍMICA 2016

Acabou de sair

Três pesquisadores dividirão o Nobel de Química deste ano: Jean-Pierre Sauvage (Universidade de Estrasburgo, França), Sir J. Fraser Stoddart (Northwestern University, Evanston, Ilinois, EUA) e Bernard L. Feringa (Universidade de Groningen, Holanda) “pela concepção (projeto) e síntese de máquinas moleculares”. Eles desenvolveram moléculas com movimentos controláveis, que podem executar uma tarefa quando se fornece energia: um pequeno elevador, músculos artificiais e motores minúsculos.
O desenvolvimento de computação demonstra como a miniaturização da tecnologia pode levar a uma revolução. Miniaturizar máquinas é levar a Química para uma nova dimensão.
O primeiro passo para uma máquina molecular foi feito por Jean-Pierre Sauvage em 1983, quando ele conseguiu ligar duas moléculas em forma de anel em um conjunto para formar uma cadeia, chamada de catenano. Normalmente, as moléculas são unidas por ligações covalentes fortes, em que os átomos compartilham elétrons, mas nessa cadeia eles foram em vez disso unidos por uma ligação mecânica mais livre. Para que uma máquina seja capaz de executar uma tarefa, deve ser constituída por partes que se movem relativamente uma a outra. Os dois anéis entrelaçados cumprem exatamente esse requisito.
A segunda etapa foi feita por Fraser Stoddart em 1991, quando ele desenvolveu um rotaxano, um anel rosqueado molecular sobre um eixo molecular fino; ele demonstrou que o anel foi capaz de se mover ao longo do eixo. Entre seus desenvolvimentos baseados em rotaxanos estão um elevador molecular, um músculo molecular e um chip de computador baseados em moléculas.
Bernard Feringa foi a primeira pessoa a desenvolver um motor molecular; em 1999 ele recebeu uma lâmina do rotor molecular para girar continuamente no mesmo sentido. Utilizando motores moleculares, ele rodou um cilindro de vidro, que é 10 mil vezes maior do que o motor e também projetou um nanocarro.
Em termos de desenvolvimento, o motor molecular está no mesmo palco que o motor elétrico estava na década de 1830, quando os cientistas exibiam várias manivelas, fiação e rodas, sem saber que eles iriam levar a trens elétricos, máquinas de lavar, ventiladores, processadores de alimentos… As máquinas moleculares vão provavelmente ser utilizadas no desenvolvimento de produtos tais como novos materiais, sensores e sistemas de armazenamento de energia.
Então, parabéns a eles.
Tradução livre do texto publicado no portalwww.nobelprize.org.
nobel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s